Última hora

Última hora

Onda de protesto contra preços do leite

Em leitura:

Onda de protesto contra preços do leite

Tamanho do texto Aa Aa

Os produtores de leite franceses prometem uma semana de luta contra a crise no sector.

Em causa está a queda dos preços. Os profissionais responsabilizam a reforma da Política Agrícola Comum e os grandes grupos de distribuição. “Em Março de 2009 pagavam-nos 308 euros por mil litros, no mês de Abril desceu para 212” afirma um produtor. A baixa no preço está a ser vista como uma provocação. A Federação Nacional dos Produtores de leite convocou para terça-feira uma jornada de luta nacional, depois dos apelos do ministro da Agricultura ao diálogo e ao bom senso. Michel Barnier considera que “os industriais devem fazer um esforço para obter contratos mais equilibrados com os produtores, dar a conhecer os preços com antecedência e encontrar um valor justo.” O problema está, também, a ser sentido pelos alemães. Após dias de protestos em Berlim, vários produtores de leite acabaram por suspender uma greve de fome, prevista junto à residência de Angela Merkel, depois de não terem conseguido reunir-se com a Chanceller alemã. Uma produtora diz estar triste pelo facto de Angela Merkel não ter dado sinais de humanidade. Os produtores prometem não baixar os braços. Só em 2008 cerca de 100.000 profissionais manifestaram-se na Alemanha contra os baixos preços do leite.