Última hora

Última hora

Sri Lanka: paz difícil depois do fim dos combates

Em leitura:

Sri Lanka: paz difícil depois do fim dos combates

Tamanho do texto Aa Aa

Derrotado o último reduto da guerrilha, a questão é agora se o Sri Lanka pode conseguir a paz depois de 37 anos de conflito entre o Exército e os Tigres Tamil.

A rebelião separatista anunciou o cessar-fogo após uma derradeira batalha no último bastião da insurgência, durante a qual o exército diz ter libertado 50 mil civis. O ministro norueguês para as Ajudas ao Desenvolvimento, até recentemente mediador do conflito, defende que “para que a paz se instale, Colombo deve fazer prova de generosidade com a população tamil no que diz respeito a uma autonomia dentro do Estado do Sri Lanka”. Ao fim do dia de ontem, o exército informava ainda de combates esporádicos com os últimos irredutíveis de uma das mais eficientes guerrilhas do Mundo. A sorte do chefe supremo dos rebeldes, Velupillai Prabhakaran, é incerta. Enquanto o exército diz ter descoberto um corpo ainda por identificar, a guerrilha diz que o líder continua na zona de combate, no nordeste do país, e está disposto a participar num processo de paz. Em Colombo, a população saiu à rua em festejos depois do presidente do Sri Lanka ter declarado vitória. Os habitantes da ilha esperam ver finalmente o fim de um conflito que fez 70 mil mortos.