Última hora

Última hora

Tigres do Tamil fora do Sri Lanka

Em leitura:

Tigres do Tamil fora do Sri Lanka

Tamanho do texto Aa Aa

A ilha do Sri Lanka é um país de 20 milhões de habitantes em que o orçamento da Defesa representa 4 por cento do PIB. Ou seja, o peso da guerra civil afecta a economia economía nacional.

As primeiras baixas da guerra remontam a 1972, apesar do início oficial do conflito ter sido apenas em 1983. Causou mais de 70 mil vítimas, além de ter comprometido o desenvolvimento do país e de ter hipotecado as hipóteses de reconciliação da população. As tensões entre a maioria singalesa e a minoria tamil vêm de longe. Depois da independência, em 1948, os singaleses, discriminados pelos colonos britânicos, retomaram os privilégios e impuseram a lei, a língua e a religião. Os tamil foram marginalizados. O conflito acabou por os isolar em zonas controladas pelas guerrilhas no Norte e no Leste do país, bastiões rebeldes onde os Tigres Tamil pretendiam fundar o Estado independente Tamil Eelam. Há três anos controlavam um terço do território. Apesar das tentativas de negociação, principalmente com o apoio da Noruega e as declarações de compromisso para a constituição de um Estado Federal, nenhuma das partes estava disposta a ceder terreno. Assim, em 2005, com intimidações e ameaças, os separatistas favoreceram a eleição de Rajapakse em detrimento de um moderado que defendia a reconciliação e adopção do sistema federal. Ao longo de todos estes anos, a luta dos Tigres radicalizou-se e eles constituiram um movimento ditatorial que, entre outras medidas, decretou o alistamento obrigatório de crianças. A população foi estigmatizada pelo governo por ser utilizada como escudo humano pelos tigres e ser potencialmente perigosa. Só podia escolher entre o exílio ou a luta armada. Agora, com a desmobilização o futuro é incerto. Os analistas consideram mais do que provável o desaparecimento dos Tigres, o que, também vai empurrar os Tamil a juntarem-se a uma diáspora que aumentou sempre nos últimos 20 anos. O risco a correr é a radicalização dos Tamil no exterior, principalmente no estado de Tamil Nadu, na Índia.