Última hora

Última hora

Fiat discute futuro da Opel com sindicato IG Metall

Em leitura:

Fiat discute futuro da Opel com sindicato IG Metall

Tamanho do texto Aa Aa

O principal sindicato alemão da indústria automóvel continua muito céptico em relação a uma compra da Opel por parte da Fiat, mesmo depois da reunião que o presidente do grupo italiano, Sergio Marchionne, teve com o líder do IG Metall, Berthold Huber.

A Fiat é um dos interessados na compra da filial europeia da General Motors, que tem a sede e as principais fábricas na Alemanha. Huber teme, sobretudo, o efeito de uma fusão de concorrentes, como são os casos da Fiat e da Opel: “O que queremos é garantir as fábricas e os postos de trabalho, na Alemanha e no resto da Europa. Temos que decidir alguma coisa agora, não podemos ficar à espera para ver. As decisões têm que ser tomadas já”, disse o presidente do IG Metall. A Opel, até agora detida pela General Motors, vai mudar de mãos, como parte do plano de redução de custos do gigante norte-americano. O governo de Berlim mandou já negociadores a Detroit para discutir as condições com a administração da GM. Além da Fiat, também o grupo canadiano Magna se mostrou interessado na compra. Há ainda um terceiro interessado, provavelmente um grupo russo, mas o nome não foi ainda divulgado. Tanto Sergio Marchionne como o governo italiano têm vindo a repetir que a compra da Opel não implica o fecho de nenhuma fábrica da Fiat em Itália.