Última hora

Última hora

Primeira baixa política no escândalo das facturas dos deputados

Em leitura:

Primeira baixa política no escândalo das facturas dos deputados

Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a pressão em torno do presidente do Parlamento britânico para que abandone o cargo no âmbito do escândalo das despesas dos deputados.

Michael Martin esforça-se para travar as vozes que pedem a sua demissão, que a acontecer será equivalente à destituição do presidente dos Estados Unidos. Desde 1965 que uma situação semelhante não se verifica no Reino Unido. Martin, um antigo sindicalista hoje com 63 anos, é dado como sendo um parte do problema no escândalo que agita a politica britânica, uma vez que travou uma longa batalha jurídica para bloquear a possibilidade de divulgação das despesas dos deputados pagas pelo governo. Esta terça-feira recebe os chefes dos partidos e dentro de horas deverá pronunciar-se sobre uma eventual demissão já largamente anunciada pelos media britânicos.