Última hora

Última hora

Sri Lanka festeja vitória sobre separatistas

Em leitura:

Sri Lanka festeja vitória sobre separatistas

Tamanho do texto Aa Aa

O exército do Sri Lanka divulgou imagens do que afirma ser o cadáver do líder dos rebeldes separatistas.

Colombo anunciou que Velupillai Prabhakaran foi morto durante a batalha final contra os Tigres de Libertação do Tamil Eelam, na segunda-feira. Nas ruas, a população festejou o fim de uma guerra que durou mais de trinta anos. Mas a guerrilha desmente a versão das autoridades. Em comunicado, a organização separatista anunciou esta terça-feira que o líder rebelde está vivo e em segurança. Diante do parlamento, o presidente Mahinda Rajapaksa afirmou que a guerra não teve como inimigo o povo tamil mas os rebeldes separaristas: “Durante quase três décadas as leis deste país não vigoraram em quase um terço do território. A liberdade do nosso país é um valor supremo. Não permitirei separatismos e não permitirei que a democracia seja destruída”. No passado, o chefe de Estado prometeu negociar a partilha de poder com a comunidade tamil. Durante a intervenção desta-terça-feira fez referência à necessidade de encontrar um “acordo” baseado na “filosofia do budismo”. No terreno, a situação é dramática. A Cruz Vermelha afirma que se trata de uma “catástrofe humanitária inimaginável”. Há mais de 250 mil civis deslocados que vivem em campos de refugiados. Durante a guerra o exército de Colombo impediu o acesso dos jornalistas e da ajuda humanitária. A Comissão Europeia pediu esta terça-feira a Colombo para que dê à ONU “acesso total” às vítimas.