Última hora

Última hora

Biden garante que Kosovo não vai pertubar reaproximação com a Sérvia

Em leitura:

Biden garante que Kosovo não vai pertubar reaproximação com a Sérvia

Tamanho do texto Aa Aa

Washington quer reatar as relações com a Sérvia, dez anos após os bombardeamentos da Nato sobre Belgrado.

O vice-presidente Joe Biden aterrou hoje na capital sérvia, ao segundo dia da ronda pelos balcãs, com o objectivo de virar a página na relação entre os dois países. Reunido com o presidente Boris Tadic, Biden defendeu um novo papel para a Sérvia na Europa, numa alusão às ambições do país em aderir à NATO e à União Europeia. Enquanto senador, o vice-presidente tinha defendido nos anos 90 o apoio à população muçulmana contra o exército sérvio e mais recentemente a independência do Kosovo. Num discurso simbólico, Biden afirmou que, “Washington não faz do reconhecimento da autonomia (da antiga província servia), uma condição para o restabelecimento das relações bilaterais, nem para a adesão à União Europeia”. Mas a reaproximação entre os dois países não agrada aos ultranacionalistas, que se manifestaram na capital contra a visita do número dois da Casa Branca. Um protesto inflamado pela intenção de Biden de se deslocar amanhã à capital do Kosovo, e pela cerimónia simbólica desta tarde de homenagem ao antigo primeiro-ministro Zoran Djindjic, assassinado por militantes ultra-nacionalistas.