Última hora

Última hora

Norman Foster vence prémio das Artes das Astúrias

Em leitura:

Norman Foster vence prémio das Artes das Astúrias

Tamanho do texto Aa Aa

Norman Foster é o grande vencedor do Prémio Príncipe das Astúrias das Artes dois mil e nove.

A paixão de Foster pela arquitectura foi demonstrada aos vinte e um anos, quando, apesar de não ter formação académica, decidiu abraçar esta profissão. Este galardão é mais um momento que consagra a carreira do arquitecto, um momento que decorreu, como é tradição, em Oviedo, a capital do principado das Astúrias. O anúncio foi feito pelo presidente do júri, e antigo Presidente do Premio Príncipe de Astúrias das Artes. Norman Foster nasceu em Manchester em mil novecentos e trinta e cinco. Em mil novecentos e sessenta e um terminou a licenciatura em arquitectura e é nesta altura que parte para os Estados Unidos, em Yale termina a sua formação académica. O edifício mais conhecido do arquitecto é o banco de Hong-Kong e Xangai. Outros dos projectos de relevo a que se dedicou foram a linha de metro de Bilbau, a torre Millennium, com noventa e dois andares, situada em Londres e a ponte de Millau, a mais alta do mundo, que faz a ligação entre Paris e a costa mediterrânica. O arquitecto foi também responsável pela restauração do Parlamento alemão. Actualmente Norman Foster dirige uma equipa de mil pessoas que trabalham em mais de vinte países.