Última hora

Última hora

A última batalha dos "Ghurkas"

Em leitura:

A última batalha dos "Ghurkas"

Tamanho do texto Aa Aa

A divisão nepalesa do exército britânico celebrou hoje uma vitória histórica, num combate encarnado desde há anos por uma mulher, a actriz Joanna Lumley.

O governo reconheceu plenos direitos aos veteranos dos chamados Ghurkas, que poderão a partir de hoje residir no Reino Unido. Os soldados nepaleses eram os únicos militares estrangeiros do exército a não beneficiarem do direito a instalarem-se no país pelo qual combatem há quase dois séculos. Na câmara dos comuns, a ministra do Interior, Jacqui Smith congratulou-se com a decisão, “que reconhece pela primeira vez os homens que serviram o país de uma forma exemplar”. As novas regras permitem que os veteranos se instalem no Reino Unido se tiverem cumprido um mínimo de quatro anos de serviço no país. A actriz Joanna Lumley, que se tornou numa das principais defensoras da causa dos Ghurkas, agradeceu publicamente ao Parlamento, “por dar sentido à democracia. Quero agradecer a Gordon Brown, um homem corajoso que tomou uma decisão corajosa”. A brigada dos Ghurkas foi criada em 1815 à luz de um acordo de paz entre o Reino Unido e o Nepal. Desde então, os militares combateram na linha da frente de inúmeros conflitos, das duas guerras mundiais, às Malvinas e Serra Leoa, e mais recentemente no Afeganistão e Iraque. Segundo as novas regras, 15 mil veteranos Ghurkas poderão obter o direito a residirem no Reino Unido, onde desde 1997 se encontra a principal base da brigada.