Última hora

Última hora

Presidente Kaczynski contra entrada na Polónia na zona euro

Em leitura:

Presidente Kaczynski contra entrada na Polónia na zona euro

Tamanho do texto Aa Aa

A Polónia não deve entrar na zona euro. Esta é a posição clara do presidente polaco, conservador, em contradição com a do primeiro-ministro, liberal, que deseja a entrada do país na moeda única em 2012.

Lech Kaczynski pronunciou-se perante a Dieta, a câmara baixa do parlamento de Varsóvia. “A adopção do euro não é, de todo, a resposta milagre a todos os males provocados pela crise. Pelo contrário. No actual contexto de crise global e de abrandamento económico, tal passo pode ser muito perigoso para a Polónia”, afirmou o presidente, que argumenta que, com o zlot – a moeda nacional – a Polónia pode levar a cabo uma política monetária independente. Ao passo que o processo de adesão ao euro obrigaria a políticas orçamentais e monetárias “restritivas”, diz. Em Março, o ministro das Finanças tinha afirmado que a Polónia quer entrar no mecanismo das taxas de câmbio, ainda durante este semestre, para aderir ao euro em 2012. Na guerra entre presidente conservador e governo liberal, Kaczynski ganhou uma batalha: O tribunal constitucional deu-lhe o direito de participar na próxima Cimeira Europeia – em conjunto com o Donald Tusk.