Última hora

Última hora

Bruxelas e Seul à beira de pacto de livre comércio

Em leitura:

Bruxelas e Seul à beira de pacto de livre comércio

Tamanho do texto Aa Aa

A Coreia do Sul e a União europeia continuam perto de concluir um acordo de livre comércio que Bruxelas espera atingir 100 mil milhões de dólares.

Apesar dos progressos feitos continuam por resolver diferenças em áreas sensíveis como a indústria automóvel. Depois da cimeira russa, a delegação da UE liderada por Durão Barroso e pelo presidente do bloco em exercício Vaclav Klaus rumou a Seul para tentar ultimar um processo iniciado há dois anos. “Existem, no entanto, alguns assuntos residuais que têm que ser resolvidos. São bastante sensíveis para ambas as partes na mesa de negociações, por isso não serão assinados antes do final da presidência checa em Junho”. Com 43,4 mil milhões de dólares investidos no final de 2007, a União Europeia é o maior investidor estrangeiro na Coreia do Sul. Por outro lado Bruxelas é, atrás de Pequim, o segundo parceiro comercial de Seul tendo estabelecido um saldo de trocas de mais de 90 mil milhões de dólares o ano passado. Segundo uma lei em vigor, os fabricantes sul coreanos podem importar da China componentes de automóvel a preços baratos sendo reembolsados por todos os gastos alfandegários desde que estes sejam aplicados em carros com destino à Europa. Os representantes da indústria automóvel e alguns governos europeus denunciam a situação e pedem a imposição de limites.