Última hora

Última hora

ETA prepara operação "Verão quente"

Em leitura:

ETA prepara operação "Verão quente"

Tamanho do texto Aa Aa

A ETA ameaça com uma nova de campanha de violência, após um período de reflexão que deve terminar “antes do verão”.

Numa entrevista ao jornal Gara dois membros da organização declararam estar a preparar uma estratégia eficaz. Estas declarações surgem menos de duas semanas após a entrada em funções do líder do governo regional basco de Patxi Lopez, chefe regional do Partido socialista e primeiro não nacionalista a ocupar este posto. A organização retomou os seus atentados em meados de 2007 após uma trégua de 15 meses e das negociações abortadas com o governo socialista de José Luis Rodriguez Zapatero. Em entrevista exclusiva à Euronews, que pode ver na íntegra esta noite, Patxi Lopez explica a sua posição: “Nunca podem estar na politica nem fazer parte das instituições democráticas aqueles que funcionam como uma correia de transmissão de um grupo terrorista, que lhe dão cobertura politica, que procuram financiamento e dão apoio social àqueles que assassinam pessoas neste pais, porque pensam de forma diferente”. A ETA, qualificada como uma organização terrorista pela União Europeia e pelos Estados Unidos, é considerada responsável por 825 assassínios em mais de 40 anos de violência na luta pela independência do país basco.