Última hora

Última hora

Futuro da OPEL está "quase" decidido

Em leitura:

Futuro da OPEL está "quase" decidido

Tamanho do texto Aa Aa

O governo alemão deve anunciar ainda esta semana a decisão final sobre o futuro da OPEL, após as últimas conversações com os dois concorrentes à compra da empresa.

Esta terça-feira, os representantes da italiana FIAT e do consórcio autro-canadiano Magna voltam a reunir com as autoridades de Berlim. Ao mesmo tempo a Alemanha e a General Motors lutam contra o tempo para encontrar uma forma de desligar as duas entidades. “O principal interesse da Alemanha é a separação legal da OPEL da GM, porque a OPEL está numa situação especial. Ainda que um investidor diga que quer comprar, isso não seria possível num curto período de tempo, porque demora muito tempo a desfazer o contrato”, âfirma a chanceler Angela Merkel. Foi o Magna quem apresentou a melhor proposta , mas o construtor italiano já aumentou a oferta inicial. É à GM que cabe a última palvra sobre quem deverá comprar a OPEL, mas a opinião de Berlim é determinante, porque é o estado alemão quem fornece as garantias finaceiras. A questão é urgente. O construtor americano tem que apresentar o plano de restruturação até ao dia 1 de Junho; Na Alemanha, o assunto assumiu fortes proporções políticas e as eleições legislativas são já a 27 de Setembro.