Última hora

Última hora

Primeiro-ministro basco contra partidos que não condenam o terrorismo

Em leitura:

Primeiro-ministro basco contra partidos que não condenam o terrorismo

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro basco é contra a participação na vida democrática dos partidos que não condenem o terrorismo.

Em entrevista exclusiva à Euronews, que pode ver na íntegra esta noite, Patxi Lopez, o primeiro chefe de governo do País Basco que não é nacionalista, explica a sua posição: “Nunca podem estar na politica nem fazer parte das instituições democráticas aqueles que funcionam como uma correia de transmissão de um grupo terrorista, que lhe dão cobertura politica, que procuram financiamento e dão apoio social àqueles que assassinam pessoas neste país, porque pensam de forma diferente”. Este fim-de-semana, Arnaldo Otegi, antigo porta-voz do ilegalizado Batasuna, o braço político da ETA, apelou ao voto na lista Iniciativa Internacionalista, nas Europeias de 7 de Junho. O Supremo Tribunal espanhol tinha inicialmente impedido a candidatura, mas a mais alta instância jurídica do país deu luz verde à inscrição da formação de extrema-esquerda, suspeita de ligações ao Batasuna.