Última hora

Última hora

Karadzic invoca existência de acordo de imunidade

Em leitura:

Karadzic invoca existência de acordo de imunidade

Tamanho do texto Aa Aa

A acusação contra Radovan Karadzic pode cair por terra.

Em causa está um alegado acordo de imunidade celebrado entre o líder sérvio-bósnio e o diplomata norte-americano, Richard Holbrooke. A defesa apoia-se no susposto documento para pedir o fim do julgamento em Haia onde Karadzic é acusado de 11 crimes. Peter Robinson garante que o acordo foi feito em Belgrado em Julho de 1996 na presença de 15 testemunhas. De acordo com os advogados de Karadzic, o diplomata norte-americano terá pedido ao líder sérvio-bósnio o fim da actividade política em troca de imunidade contra futuras acusações criminais. Um analista político sérvio considera as revelações podem alterar o curso do julgamento, caso Karadzic consiga provar a existência de um acordo de imunidade celebrado com Holbrooke. Para atestar a veracidade das alegações, a justiça prepara-se para ouvir Holbrooke e outras alegadas testemunhas norte-americanas e ex-jugoslavas. Entre outros crimes, Karadzic é acusado da morte de oito mil pessoas no massacre de Srebrenica e do bombardeamento de Sarajevo durante o cerco à capital bósnia.