Última hora

Última hora

Garzón vai enfrentar justiça

Em leitura:

Garzón vai enfrentar justiça

Tamanho do texto Aa Aa

O magistrado mais mediático de Espanha vai enfrentar a justiça.

O Tribunal Supremo decidiu investigar a queixa apresentada pelo sindicato de funcionários Mãos Limpas contra Baltasar Garzón. O grupo que os media espanhóis descrevem como uma organização de extrema direita acusa o juiz espanhol de prevaricação, por outras palavras, de ter faltado ao dever, no processo sobre os desaparecidos do franquismo. A queixa refere que Garzón montou um “artíficio jurídico”, sem tomar a consideração a amnistia geral votada em 1977, para abrir o inquérito sobre o alegado assassínio de milhares de republicanos durante a guerra civil e a ditadura. Em Outubro, o juiz espanhol causou uma tempestade política ao ordenar a abertura das valas comuns onde se encontram enterradas milhares de vítimas da guerra civil, tendo acusado o governo de Franco de crimes contra a humanidade. O inquérito foi abandonado devido à oposição do Ministério Público. Reagindo à decisão do Supremo Tribunal, Garzón afirmou que a justiça “é igual para todos” e que se defenderá “no momento certo”.