Última hora

Última hora

Grã-Bretanha: Kirkbride e Moran desistem da corrida às legislativas

Em leitura:

Grã-Bretanha: Kirkbride e Moran desistem da corrida às legislativas

Tamanho do texto Aa Aa

O escândalo das despesa dos deputados do Reino Unido faz mais vítimas.

A mulher do conselheiro parlamentar de David Cameron, Julie Kirkbride anunciou, esta quinta-feira, que está fora da corrida às próximas legislativas. Andrew MacKay foi o primeiro a apresentar a demissão, depois da imprensa britânica ter revelado que casal de deputados pagou as duas habitações com o dinheiro dos contribuintes. O líder dos Conservadores garante que a decisão foi tomada por Kirkbride. David Cameron refere que a deputada estava sob pressão e decidiu, por isso, não se recandidatar às próximas eleições. Uma decisão que Cameron diz compreender e respeitar. Do lado trabalhista e fora da corrida está, também, Margaret Moran. A deputada gastou 25 mil euros para renovar uma propriedade no Sul de Inglaterra, apesar de ser deputada por uma cidade situada no Norte de Londres. Em comunicado, Moran referiu que a reacção do público a deixou num “estado de stresse.” A deputada acredita não ter feito nada de errado, acrescentando, que foi sempre aconselhada pelo departamento financeiro. Os trabalhistas liderados por Gordon Brown são, segundo, as sondagens os mais afectados pelo escândalo.