Última hora

Última hora

Reunião para salvar activos da Opel

Em leitura:

Reunião para salvar activos da Opel

Tamanho do texto Aa Aa

O executivo alemão reúne-se esta sexta-feira com os chefes de governo dos estados regionais onde a Opel tem fábricas com o propósito de acertar estratégias para salvar a construtora. No encontro vão também estar representantes da General Motors e do governo norte-americano.

É uma reunião crucial já que a GM surpreendeu Berlim com o pedido de mais 300 milhões de euros para permitir que os activos da Opel fiquem de fora da mais que provável declaração de falência da construtora norte-americana. Um montante adicional aos 1500 milhões de euros que Berlim já tinha acordado financiar. O grupo Fiat, um dos interessados em ganhar controlo da Opel, anunciou que não vai elevar mais a proposta feita ao governo alemão. A construtora italiana anunciou ser esta a única posição possível face a novos dados financeiros negativos e cruciais, surgidos no início da semana. O presidente da Magna, grupo canadiano também interessado na compra da Opel anunciou na quinta-feira que a GM estava pouco preparada para fazer face a uma maratona negocial. O governo alemão referiu agora que o objectivo principal, não é encontrar os investidores, mas sim salvar os activos da construtora da declaração de falência da GM. A GM irá pedir na segunda-feira a protecção contra credores, ou seja declarar falência. Só na Europa, a construtora emprega 55 mil pessoas.