Última hora

Última hora

Inspecção do trabalho investiga caso de "esclavagismo"

Em leitura:

Inspecção do trabalho investiga caso de "esclavagismo"

Tamanho do texto Aa Aa

Um caso suspeito de esclavagismo está a ser investigado em França. A CGT, a maior central sindical gaulesa, denunciou à inspecção do trabalho uma situação laboral impensável nos dias de hoje, a pouco mais de vinte quilómetros da sede do parlamento europeu em Estrasburgo.

Num campo agrícola, trabalhadoras vindas da Roménia, da Polónia e da Ucrânia recebem cinquenta cêntimos por quilo de morangos colhidos. Este delegado sindical denuncia um caso de uma trabalhadora que ao fim de dez dias de labor recebeu seis euros porque lhe foi descontado do salário o transporte, o alojamento e a alimentação. O empregador é um cidadão alemão que aluga o campo agrícola no leste de França. O empresário já foi condenado por uma situação semelhante mas interpôs recurso da sentença.