Última hora

Última hora

Brown afirma que não se demite

Em leitura:

Brown afirma que não se demite

Tamanho do texto Aa Aa

Gordon Brown afirma que não se vai demitir depois das eleições.

A poucos dias do escrutínio para o parlamento europeu, os trabalhistas arriscam-se a ficar em terceiro lugar, atrás de uma formação eurocéptica. O Labour foi o partido mais penalizado pelo escândalo das ajudas de custo aos deputados. Animado pela vitória anunciada, o líder da oposição conservadora exige a convocação de eleições antecipadas e promete reformas. Segundo a imprensa, o contra-ataque de Brown poderá passar pela saída do ministro das Finanças, Alistair Darling, implicado no escândalo das despesas dos deputados. O líder dos liberais-democratas desdenha as promessas dos partidos tradicionais: “É bom que o primeiro-ministro fale em reformas. O problema é que ele teve doze anos para fazer mudanças e as pessoas já não acreditam nele. Tanto Gordon Brown como David Cameron enquanto líderes dos velhos partidos falam de reformas mas o que eles querem é que o assunto seja esquecido”, afirmou Nick Clegg. Para evitar o pior, Gordon Brown promete uma reforma radical do sistema político, para depois das eleições. Entre as medidas propostas consta um código de conduta para os membros do parlamento.