Última hora

Última hora

Força aérea brasileira encontra destroços de avião em pleno Oceano Atlântico

Em leitura:

Força aérea brasileira encontra destroços de avião em pleno Oceano Atlântico

Tamanho do texto Aa Aa

A força aérea brasileira avistou destroços de um avião a 650 quilómetros a Nordeste do arquipélago Fernando de Noronha. As buscas intensificaram-se hoje com importantes meios aéreos brasileiros e franceses.

O avião da Air France desapareceu na segunda-feira, com 228 pessoas a bordo. Não houve pedido de socorro, apenas alertas automáticos sobre avarias. Jorge Amaral, porta-voz da Força aérea brasileira, afirma que foram detectados um assento, bóias, pedaços brancos não identificados e vestígios de combustível e óleo, mas recusa confirmar que se trata do avião do Air France enquanto não foi recuperada uma peça com um número de série que corresponda ao avião da companhia francesa. Os jornais brasileiros e franceses evocam hoje o mistério que envolveu a catástrofe. Apenas as caixas negras poderão elucidar o que se passou, mas antes é preciso encontrá-las em pleno Oceano. Uma tarefa complicada. O porta-voz do Estado maior do exército francês, diz que a busca será difícil pois o fundo submarino é abrupto e situa-se a quatro mil metros de profundidade. Os investigadores não privilegiam nenhuma tese sobre a catástrofe, a pior da história da Air France. Entretanto, França mobiliza mais meios aéreos para as buscas e a marinha brasileira envia navios para a zona onde foram detectados os destroços esta manhã.