Última hora

Última hora

Europa pode sofrer novo corte de gás russo

Em leitura:

Europa pode sofrer novo corte de gás russo

Tamanho do texto Aa Aa

No final de Junho, a Europa pode voltar a ficar sem o gás russo. Seis meses depois da última crise, Moscovo ameaça cortar o abastecimento à Ucrânia e ao mesmo tempo aos europeus, se Kiev não pagar o gás que recebe todos os meses para armazenamento. O aviso foi deixado pelo primeiro-ministro Vladimir Putin durante a visita à Finlândia.

Putin disse indirectamente aos europeus para que paguem a factura. Segundo o chefe de governo russo: “Todos os pedidos de apoio, dirigidos à Comissão Europeia, foram vãos. A resposta foi sempre: não temos dinheiro para emprestar à Ucrânia. Mas o que é que se vai passar agora? A Gazprom tem o direito de pedir o pagamento antecipado, mas à primeira falta de pagamento, não haverá gás. O que poderá acontecer já em final de Junho, início de Julho.” A ameaça de uma nova crise do gás ocorre numa altura em que Putin estava na Finlândia para pressionar o país a autorizar a construção do Nord Stream. O novo gasoduto pelo Mar Báltico resulta de uma parceria entre a Alemanha e a Rússia, terá mil e duzentos quilómetros e permitirá contornar as rotas tradicionais de abastecimento da Europa. Deveria estar pronto em 2011. A Finlândia é um dos cinco países que tem de autorizar a passagem das condutas pelas suas águas, mas ainda não deu luz verde temendo pela poluição no Mar Báltico.