Última hora

Última hora

Obama empenhado na reconstrução do mundo

Em leitura:

Obama empenhado na reconstrução do mundo

Tamanho do texto Aa Aa

Um discurso de pacificação dos espíritos, de reconciliação e uma mensagem de paz em direcção ao mundo muçulmano. O sentido das palavras de Barack Obama falava na universidade de Al Hanzar no Cairo onde se encontra para uma visita de sete horas depois de ter passado ontem pela Arábia Saudita.

Num dos pontos da sua intervenção o presidente norte-americano frisou que é preciso separar os extremistas muçulmanos do Islão e essa será a missão do seu governo. Obama lembrou que a sua experiência pessoal pelos três continentes transporta a sua convicção de que a colaboração entre os Estados Unidos e o mundo muçulmano deve ser baseada “no que é o Islão e o não no que não é o Islão”. “Considero ser minha responsabilidade enquanto presidente dos Estados Unidos combater os estereótipos onde quer que eles surjam”. A viagem ao Médio Oriente tem como prioridade melhorar a imagem dos EUA na região e no mundo árabe, relançar o processo de paz entre Israel e palestinianos e encontrar uma solução para a ameaça nuclear iraniana. Uma mini digressão que preocupa no entanto Israel que vê com desconfiança esta abertura de Obama ao mundo muçulmano, sobretudo numa altura em que as relações entre os dois aliados atravessam um momento delicado devido a divergências sobre o relançamento do processo de paz com os palestinianos. Obama pressinou o governo israelita a travar a construção de colonatos nos territórios palestinianos e manifestou o seu empenho a favor criação de um Estado palestiniano.