Última hora

Última hora

Gordon Brown rejeita demitir-se

Em leitura:

Gordon Brown rejeita demitir-se

Tamanho do texto Aa Aa

Com a demissão de sete membros do governo em quatro dias, Gordon Brown não tinha outra alternativa que não fosse uma remodelação governamental.

O primeiro-ministro britânico convocou uma conferência de imprensa na qual se esperava que anunciasse os novos nomes do seu executivo, mas acabou por tentar justificar o facto de não se demitir com as reformas adoptadas recentemente pela sua equipa governativa. “Assumo as minhas responsabilidades, mas não vou abandonar as minhas obrigações para com o país. A razão pela qual disse que fui honesto foi porque devíamos ter agido antes em relação à questão das despesas dos deputados, todos nós, e peço desculpa por termos falhado nesse aspecto. Temos que limpar rapidamente o sistema político e acredito ser a pessoa capaz de o fazer”, sublinhou. No que diz respeito à remodelação governamental, destaque para a permanência no Comércio de Peter Mandelson, que assume ainda o estatuto de número dois do governo. David Miliband mantém a pasta dos Negócios Estrangeiros. Alistair Darling, que no seguimento do escândalo das ajudas de custo chegou a ser dado como demissionário, permanece nas Finanças. Bob Ainsworth é nomeado ministro da Defesa, depois da demissão, esta sexta-feira, de John Hutton. Alan Johnson passa da Saúde para o Interior. Yvette Cooper substitui James Purnell no Ministério do Trabalho e Pensões.