Última hora

Última hora

"Incoerência" na medição das velocidades fornecidas pelo airbus

Em leitura:

"Incoerência" na medição das velocidades fornecidas pelo airbus

Tamanho do texto Aa Aa

No dia em que a Marinha brasileira anuncia que nenhum dos destroços recolhidos é, afinal, do Airbus A330 desaparecido, as autoridades francesas descobriram “incoerências” nas velocidades fornecidas pelo aparelho.

Turbulência extrema e velocidade resgistada incorente são para ja os únicos elementos establecidos sobre o desaparcimento do avião. Esta manhã em Paris, cerca de 10 mil trabalhadores da Air France concentraram-s na sede social da empresa para assistirem a uma cerimónia em memória das vitimas. “ Podia ser um de nós a estar nesse avião. Apoiamos-nos mutuamente”, explicou uma funcionária da Air France. “Dificilmente podemos encontrar a serenidade se não soubermos o que aconteceu e como foi possível isso ter acontecido”. A empresa Airbus enviou uma recomendação a todos os seus clientes sobre os procedimentos a seguir em caso de incoerências nas velocidades medidas, situação em que, o voo AF-447 se encontrava. A revelação de que os destroços encontrados pela Marinha brasileira no Atlântico não são os do A330 Rio-Paris é uma “má notícia” segundo as autoridades francesas