Última hora

Última hora

La Baule: Potenciar o que de melhor cada país tem

Em leitura:

La Baule: Potenciar o que de melhor cada país tem

Tamanho do texto Aa Aa

Inverter a crise é o tema central da conferência mundial que decorre na estância balnear francesa de La Baule. Para Londres, os Jogos Olímpicos de 2012, são a oportunidade perfeita para inverter a situação actual e combater a crise.

A Ministra britânica para os Jogos Olímpicos de 2012 explica: “É muito claro, neste momento, que o desenvolvimento do Parque Olímpico está a criar emprego, a manter as pessoas empregadas a trazer o investimento para uma área de Londres muito deprimida e pobre e que precisava desesperadamente de investimento.” Paris, vista como capital mundial da arte e da cultura, perdeu turistas estrangeiros, sobretudo americanos mas continua a apostar na autopromoção porque investir em arte é sempre uma boa aposta… O Director do Museu do Louvre, Henri Loyrette adianta: “Por cada euro dado pelo estado, devolvemos dez. É o mesmo que investir o dinheiro o que por si só já é interessante, mas em termos de instituições cultural o que importa medir é o que ganhamos de forma imaterial.” Também pelo estômago se invertem tendências: essa é a mensagem da região norte de Portugal, convidada de honra em La Baule. Um chefe português preparou um almoço, especial, os participantes. Hélio Loureiro explica que os portugueses têm uma facilidade de receber e de se darem, de se entregarem a grandes projectos e à aventura, e uma forma especial de sentir e de fazerem sentir quando recebem os outros, acrescenta que a gastronomia é a dádiva, a partilha. Tudo sem esquecer a beleza da música e da dança, como nesta demonstração oferecida pela Argentina em representação da América Latina.