Última hora

Última hora

Ministro demite-se e pede a Brown para fazer o mesmo

Em leitura:

Ministro demite-se e pede a Brown para fazer o mesmo

Tamanho do texto Aa Aa

Mais um golpe contra a liderança de Gordon Brown. Mais um ataque vindo do interior do próprio Partido Trabalhista. O chefe do Governo britânico perdeu, quinta-feira, outro ministro, naquela que foi a quinta demissão de um membro do Executivo no espaço de três dias.

Mas o ministro do Trabalho, James Purnell, não se limitou a demitir-se. Numa carta enviada a alguns jornais, Purnell desafiou Brown a seguir-lhe o exemplo, para que o partido tenha a hipótese de ganhar. O chefe do Governo terá sido informado da decisão pelo ministro, minutos antes da divulgação da missiva. A carta foi publicada quinta-feira, após o encerramento das urnas das eleições locais e europeias, que devem ser ganhas pela oposição. Os conservadores devem ficar em primeiro lugar, seguidos pelo Partido da Independência do Reino Unido. Os trabalhistas de Gordon Brown devem obter o terceiro lugar. Brown tem rejeitado a realização de eleições antecipadas, pedidas pela oposição, e prepara-se para apresentar uma remodelação governamental.