Última hora

Última hora

Hezbollah perto de voltar ao poder no Líbano

Em leitura:

Hezbollah perto de voltar ao poder no Líbano

Tamanho do texto Aa Aa

Os libaneses começaram a votar esta manhã para escolher um novo parlamento.

Uma eleição que poderá ficar marcada pelo regresso dos partidos pró-sírios ao poder. As sondagens mostram que a aliança liderada pelo movimento xiita Hezbollah tem boas possibilidades de destronar a coligação pró-ocidental. O escrutínio está a ser acompanhado por observadores internacionais. Jose Ignacio Salafranca lidera uma delegação europeia. “A missão de observação eleitoral da União Europeia está a trabalhar com 1000 observadores e vamos cobrir aproximadamente 20% das assembleias de voto em todo o país. Penso que é o suficiente para ter uma ideia do que vai está a acontecer. Até ao momento tudo corre normalmente”, disse. Algumas previsões indicam que o Hezbollah terá uma vitória pouco folgada pelo que os xiitas e cristãos maronitas serão obrigados a negociar com a coligação anti-síria liderada por Saad Hariri. O desfecho das legislativas no Líbano levanta assim dúvidas sobre o futuro relacionamento do país com a comunidade internacional, especialmente com os Estados Unidos, que consideram o Hezbollah um grupo terrorista. Três anos depois do conflito com Israel os islamitas, apoiados pela Síria e pelo Irão, deverão confirmar o apoio popular como movimento resistente. Para esta jornada eleitoral foram destacados em todo o país cerca de 50 mil elementos das forças de segurança. Até ao momento não há registo de incidentes.