Última hora

Última hora

Um parlamento para todos os gostos

Em leitura:

Um parlamento para todos os gostos

Tamanho do texto Aa Aa

Os eurocépticos e os nacionalistas enviam, de vários países, deputados para o Parlamento Europeu, mas o impacto não será tão forte como previram os analistas antes do acto eleitoral.
 
Se os eurocépticos perderam algum terreno, os nacionalistas afirmaram-se em países como a Holanda, a Roménia, a Hungria ou mesmo a Grã-Bretanha.
 
Para muitos observadores, os riscos de a Europa ser obrigada a meter na gaveta algumas políticas, são limitados porque os extremismos são muito heterogéneos e os diversos partidos dificilmente conseguirão formar um bloco coeso.
 
Mas há questões em que praticamente todos os nacionalistas estão de acordo, como a luta contra a imigração e contra as minorias, e as dificuldades não deixarão de surgir, pelo menos ao nível do debate, em Estrasburgo e em Bruxelas.
 
Apesar de as grandes tendências se manterem quanto ao equilíbrio de forças entre as tradicionais famílias políticas, este será o Parlamento mais diversificado que a Europa alguma vez elegeu. Desta vez até os piratas vão ter um representante. A formação sueca que defende a partilha livre dos ficheiros na internet, o Partido dos Piratas, conseguiu eleger um deputado.