Última hora

Última hora

Direita mantém controlo da política europeia

Em leitura:

Direita mantém controlo da política europeia

Tamanho do texto Aa Aa

O centro-direita manteve o controlo no Parlamento Europeu, numa eleição onde a elevada taxa de abstenção evitou a derrota a muitos partidos no poder.

Os resultados mostram que o Partido Popular Europeu esmagou literalmente os socialistas assumindo-se uma vez mais como a força que vai controlar a agenda política da União Europeia em termos legislativos e orçamentais. O centro-direita venceu nos grandes países como Alemanha, França, Polónia e Itália; os verdes cumpriram bem os objectivos das campanhas e os socialistas pagaram a factura da violenta crise que a Europa está a atravessar. De uma maneira geral, os mais penalizados foram os partidos no governo dos países mais atingidos pela crise: Reino Unido, Irlanda, Letónia, Grécia, Hungria, Bulgária, Espanha e Portugal. Na verdade, a composição do próximo parlamento não será muito diferente do actual. Os eleitores voltaram a responder uma vez mais ao apelo nacional, provando que as instituições comunitárias continuam longe dos cidadãos e que a comunicação entre eleitos e eleitores ao nível europeu tem ainda um longo caminho a percorrer.