Última hora

Última hora

Terceiro lugar dos trabalhistas nas europeias faz aumentar contestação a Brown

Em leitura:

Terceiro lugar dos trabalhistas nas europeias faz aumentar contestação a Brown

Tamanho do texto Aa Aa

Após a derrota nas eleições municipais, Gordon Brown sofre um novo fracasso. Na Grã-Bretanha, os trabalhistas do primeiro-ministro foram relegados para um humilhante terceiro lugar nas europeias.

O escrutínio foi ganho pelos conservadores. A formação chefiada por David Cameron obteve 25,9%, mais 1,3% do que os resultados alcançados pela formação política em 2004. Em segundo lugar ficaram os eurocépticos do UKIP, com 17%, depois de terem centrado a campanha nos apelos à retirada da Grã-Bretanha da União. Enquanto, o BNP, Partido Nacional Britânico, conseguiu 6%, elegendo, pela primeira vez, enviam um eurodeputado. É também a primeira vez que a Grã-Bretanha elege um eurodeputado oriundo de um partido de extrema-direita. A noite foi difícil para Gordon Brown. Os trabalhistas registaram uma queda de 8,9% em relação ao escrutínio precedente. Ficaram-se pelos 16,7%. Uma derrota histórica mas esperada, após a publicação dos resultados das eleições municipais da passada quinta-feira e a crise política que afecta a liderança do primeiro-ministro britânico. Gordon Brown anunciou uma reestruturação governamental, após a saída de vários ministros envolvidos no escândalo das despesas dos deputados, mas a pressão para que se demita é cada vez maior. Actualmente, os deputados trabalhistas fazem circular uma petição e devem, durante a intervenção no parlamento de hoje, pedir directamente a Brown que demissione.