Última hora

Última hora

Tratado de Lisboa refém de eurocépticos

Em leitura:

Tratado de Lisboa refém de eurocépticos

Tamanho do texto Aa Aa

O futuro do tratado de Lisboa está nas mãos de checos, polacos e irlandeses.
 
A República Checa é um dos bastiões do eurocepticismo, embora os opositores da Europa tenham sofrido um duro revés eleitoral.
 
A direita venceu o escrutínio europeu mas o partido liderado por Mirek Topolanek está divido sobre a questão do tratado. Além disso, o presidente Vaclav Klaus nega-se a ratificar o Tratado de Lisboa aprovado pelo senado checo, em Maio, considerando que ameaça a soberania do país. 
 
Qualquer decisão fica dependente das eleições antecipadas marcadas para Outubro.
 
Na Polónia, vitória clara dos liberais, enquanto o partido conservador ficou num distante segundo lugar.
 
O parlamento polaco aprovou o Tratado de Lisboa, mas o documento terá de passar pelo crivo do presidente conservador, o eurocéptico Lech Kaczinsky.