Última hora

Última hora

Nacionalistas britânicos querem aliar extrema-direita no Parlamento Europeu

Em leitura:

Nacionalistas britânicos querem aliar extrema-direita no Parlamento Europeu

Tamanho do texto Aa Aa

Com a conquista de dois assentos no Parlamento Europeu, o Partido Nacional Britânico (BNP, sigla em inglês) de Nick Griffin quer criar uma aliança de formações da extrema-direita que permita desbloquear uma importante fatia de fundos comunitários.

Os dois eurodeputados do partido nacionalista e abertamente racista terão direito a cerca de 360 mil euros anuais no desempenho de funções mas, se conseguirem aliar pelo menos 25 eurodeputados de sete Estados-membros poderão aceder a mais 4 milhões e meio de euros para, nomeadamente, financiar a propaganda xenófoba do partido. Entre os possíveis aliados está a Frente Nacional francesa, os nacionalistas italianos da Força Nova ou o anti-semita Jobbik, da Hungria. Tal com em vários outros países europeus, a extrama-direita britânica beneficiou da desilusão popular com o Governo. Um eleitor de Yorkshire diz que “normalmente” vota nos trabalhistas e que a escolha do BNP representou um voto de protesto. Vários peritos legais já avisaram, no entanto, que as políticas abertamente racistas e neo-fascistas do BNP poderão conduzir a processos por discriminação.