Última hora

Última hora

Brossard fala de crime passional

Em leitura:

Brossard fala de crime passional

Tamanho do texto Aa Aa

A mulher francesa acusada de ter assassinado o amante em 2005 confessou a autoria do crime, que justificou como passional.

O caso começou a ser julgado, esta quarta-feira, na cidade suiça de Genebra, onde o milionário francês foi encontrado morto. No tribunal, Cécile Brossard de 40 anos ficou sentada a cerca de um metro da família da vítima, Edouard Stern. Na origem do homicídio está um milhão de dólares. Uma verba que banqueiro francês transferiu para a conta de Brossard, mas que quis recuperar. Na noite de 28 de Fevereiro e ao fim de quatro anos de relacionamento, a arguida pegou numa arma e disparou quatro balas sobre o banqueiro de 50 anos. O corpo viria a ser descoberto no apartamento onde tudo aconteceu, no primeiro dia de Março. Brossard arrisca-se a uma pena entre os 10 e os 20 anos de prisão. A sentença deve ser conhecida a 19 de Junho.