Última hora

Em leitura:

Agitação até ao final da campanha para as presidenciais iranianas


mundo

Agitação até ao final da campanha para as presidenciais iranianas

Após três semanas de intensas trocas de acusações e de manifestações massivas dos apoiantes dos candidatos, os iranianos preparam-se para ir às urnas para escolher o presidente. Para atrás fica uma campanha agitada.

A corrida é renhida entre dois dos quatro candidatos e vários analistas consideram que vai ser necessária uma segunda volta. Nas últimas horas de campanha, o presidente cessante, Mahmmd Ahmadinejad, aproveitou o tempo de antena suplementar na televisão pública para defender a própria governação, lançar ataques pessoais e responder às críticas com ameaças de prisão. Os rivais, entre eles, o ex-primeiro-ministro e principal adversário de Ahmadinejad, Mirhossein Mousavi, não puderam responder ao ser-lhes negado o mesmo tempo de antena. Situação que alimenta ainda mais as rivalidades. Hoje, dezenas de apoiantes dos candidatos saíram à rua para se fazerem ouvir. A eleição não terá repercussões sobre a questão nuclear, pois é um dossiê nas mãos do guia supremo, mas o Irão enfrenta uma outra série de problemas. A economia é um deles e os programas de cada candidato são neste ponto diferentes. A decisão cabe aos 46 milhões de iranianos que são chamados às urnas.
Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Imagens de Ratko Mladic em família