Última hora

Última hora

Polícia italiana detém alegados membros das Brigadas Vermelhas

Em leitura:

Polícia italiana detém alegados membros das Brigadas Vermelhas

Tamanho do texto Aa Aa

Afinal as brigadas vermelhas não estão mortas.

A polícia italiana deteve seis pessoas, em Roma e Génova, acusadas de estarem ligadas ao grupo armado. Os detidos estariam a planear um ataque durante a próxima cimeira do G8, que deveria ter lugar em Madalena, na Sardenha, mas que entretanto foi transferida para a cidade de L’Aquila. Em conferência de imprensa, o chefe da polícia antiterrorista esclareceu que “não se tratava de um verdadeiro projecto de atentado mas de uma tentativa de contornar o sistema de segurança”. Segundo o ministro do Interior, os detidos pretendiam “reorganizar a luta armada em Itália”. Um dos detidos, é próximo de Nadia Desdemona Lioce, membro das Novas Brigadas Vermelhas, que se encontra encarcerada há anos pelo assassinato do economista Massimo D’Antona em 1999 e do conselheiro do ministro do Trabalho em 2003.