Última hora

Última hora

Teerão dividida entre celebrações e protestos

Em leitura:

Teerão dividida entre celebrações e protestos

Tamanho do texto Aa Aa

Mahmud Ahmadinejad, o re-eleito presidente do Irão, não podia ter um sorriso mais rasgado quando celebrava a sua vitória na praça Vali-e-Asr em Teerão, rodeado de dezenas de milhar de apoiantes. Mas o clima não era só de festa, já que num outro ponto da capital os protestos contra os resultados do escrutínio prosseguiam.

Minimizando a contestação, o presidente iraniano dirigiu-se ao mar humano entre preces religiosas e garantias para o futuro. E numa conferência de imprensa, horas antes, garantiu que estava disponível para dialogar com o presidente dos Estados Unidos, Barak Obama, e sem dar mais detalhes, afirmou que o programa nuclear do seu país “pertence ao passado”. “O escrutínio foi livre”, afirmou, para depois acusar os média ocidentais de fomentarem os movimentos de protesto contra a sua re-eleição. Mahmud Ahmadinejd indicou ainda que o papel do Irão no mundo “vai ser reforçado”.