Última hora

Última hora

Vários responsáveis do partido reformista foram detidos

Em leitura:

Vários responsáveis do partido reformista foram detidos

Tamanho do texto Aa Aa

A violência pôs eleitoral em Teerão preocupa a comunidade internacional

Milhares de jovens saíram às ruas para contestar a vitória de Mahmoud Ahmadinejad nas eleições presidenciais e envolveram-se em confrontos com a polícia. Um grupo de manifestantes que se juntou à frente do Ministério do Interior foi dispersado por uma violenta carga policial. Os confrontos com acabaram por descambar em verdadeiros tumultos nalguns bairros. A capital iraniana não conhecia tumultos desta dimensão desde os promovidos por estudantes em Julho de 1999. Ahmadinejad, que considerou a sua reeleição “uma grande vitória”, declarou que as eleições foram “totalmente livres”. O governo norte-americano diz que vai analisar as acusações de irregularidades nas eleições iranianas. Entretanto, os presidentes da Venezuela e da Síria, bem como o Hamas, já saudaram a vitória do presidente Mahmud Ahmadinejad. Ahmadinejad, 52 anos obteve 62, 63% dos votose o conservador moderado Hussein Moussavi obteve 33,75. O Supremo Líder do Irão, ayatollah Ali Khamenei, apelou a todos os iranianos que apoiem o Presidente eleito, Mahmoud Ahmadinejad, ao mesmo tempo que se verificavam novos confrontos em Teerão. A intervenção de Khamenei era considerada muito importante, num momento em que o candidato derrotado Hossein Moussavi, diz ter havido fraude e reivindicou a vitória nas eleições presidenciais O candidato derrotado por Mahnmoud Ahmadinejad nas eleições presidenciais do Irão terá sido detido, segundo o jornal israelita Haaretz. Também o New York Times fala em rumores em que Hossein Moussavi teria desaparecido, estaria em prisão domiciliária.