Última hora

Última hora

Governo iraniano proíbe protesto da oposição

Em leitura:

Governo iraniano proíbe protesto da oposição

Tamanho do texto Aa Aa

O governo iraniano proibiu a manifestação da oposição que contesta o resultado das eleições.

O candidato moderado tinha apelado à continuação dos protestos no país mas hoje, no seu sítio na Internet, Mirhossein Moussavi anunciou que a manifestação convocada para esta segunda-feira tinha sido adiada. Nas ruas de Teerão a população comenta os acontecimentos: “A solução é que Moussavi fale à nação na televisão, assim será possível contentar as pessoas que o apoiaram”, disse um habitante de Teerão. “Não é possível prever o nosso futuro. Na minha opinião os confrontos nas ruas são ilegítimos e ilegais”, afirmou uma cidadã iraniana. Ontem à noite, Teerão e outras cidades do país foram palco de violentos confrontos entre as autoridades e os partidários do candidato derrotado. São as maiores manifestações de descontentamento da população desde a fundação da República islâmica. Pelo menos sessenta pessoas foram detidas. O presidente Mahmmoud Ahmadinejad celebrou a vitória, numa praça da capital, rodeado por dezenas de milhares de apoiantes. O ultraconservador voltou a negar a existência de fraudes e anunciou que não haverá mudanças em relação à questão nuclear.