Última hora

Última hora

O Irão longe do apaziguamento

Em leitura:

O Irão longe do apaziguamento

Tamanho do texto Aa Aa

Em Teerão os apoiantes do candidato derrotado Mir Hossein Moussavi atacaram motos da polícia e mantêm firme os protestos contra a reeleição de Mahmoud Ahmadinejad.

Perto da universidade de Shiraz milhares de estudantes enfrentaram a repressão policial com cânticos anti governamentais. Reza Pahlavi, filho do último xá do Irão derrubado em 1979 pela revolução islâmica, pediu à comunidade internacional para apoiar um “cenário de desobediência civil” no país. O presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad disse ontem no seu discurso de vitória que a sua reeleição não pode ser contestada, apesar das acusações de fraude. O presidente iraniano acusou ainda os órgãos de comunicação social estrangeiros de fomentarem uma «guerra psicológica» contra o país. Irão: mais de cem dirigentes reformistas detidos O regime de Teerão deteve pelo menos uma centena de seguidores do candidato da oposição reformista, Mir Husein Musavi, e decretou o encerramento do escritório da cadeia de televisão árabe Al-Arabiya em Teerão. As autoridades iranianas não forneceram qualquer explicação para proibir este canal televisivo, mas observadores locais referem que foi uma medida de retaliação pela cobertura jornalística das recentes eleições, em que a Al-Arabiya também deu voz aos opositores de Ahmadinejad.