Última hora

Última hora

Guia supremo do Irão pede o fim dos protestos

Em leitura:

Guia supremo do Irão pede o fim dos protestos

Tamanho do texto Aa Aa

“O povo escolheu o presidente que queria” a mensagem enviada por Ali Khamenei, o Guia supremo do Irão.

Na oração de desta sexta-feira na Universidade de Teerão Khamenei exigiu o fim das manifestações contra a controversa reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad advertindo que os apoiantes dos três candidatos que contestam o escrutínio na rua “ devem parar as suas acções caso contrario terão de assumir as devidas consequências”. O guia supremo rejeita ainda a possibilidade de fraudes que possam ter favorecido Ahmadinejad, garantindo que o presidente “foi eleito com 24 milhões de votos”. Na primeira declaração à nação desde que os protestos começaram, Khamenei manifesta total apoio a Hahmadinejad e exorta os iranianos à união. Os filhos do ex- Presidente Hashemi Rafsanjani, que estará a procurar apoios para afastar o Supremo Líder Ali Khamenei, foram impedidos de sair do país. Khamenei afirmou que os inimigos do Irão estão a pôr em causa o regime islâmico ao disputarem o resultado das eleições. Entretanto, os rivais do Presidente Mahmoud Ahmadinejad serão ouvidos no sábado pelo Conselho de Guardiões. Os três candidatos foram convocados para uma “reunião de emergência”, num esforço para acabar com a maior revolta popular a que o Irão assistiu desde a Revolução Islâmica, em 1979, segundo os media iranianos. Alegadamente, terão sido apresentadas 646 queixas de fraude eleitoral pelos candidatos derrotados.