Última hora

Última hora

Moussavi apela à continuação dos protestos

Em leitura:

Moussavi apela à continuação dos protestos

Tamanho do texto Aa Aa

O líder da oposição iraniana, Mirhossein Mousavi, voltou a apelar à população para que continue a protestar esta tarde depois do Conselho dos Guardiões ter anunciado que detectou mais votos do que eleitores inscritos em pelo menos 50 distritos.

Mas o porta-voz da instituição encarregue de fazer a recontagem declarou que as irregularidades não terá influência importante no resultado final. Entretanto, o governo iraniano acusa os países ocidentais de serem responsáveis pelos tumultos. “O irão tem uma grande capacidade democrática para resolver os seus problemas internos mas a incitação ao anarquismo e ao vandalismo pelas potências e médias ocidentais não é de facto aceitável para nós”, declarou Hassan Ghashghavi, porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros. Segundo as autoridades, já morreram pelo menos 17 pessoas desde o início dos distúrbios no dia 12, apesar de outras fontes darem conta de um balanço mais pesado. Sábado foi um dia particularmente violento. Ainda segundo as autoridades, além das 10 mortes e dos inúmeros feridos, foram detidas 457 pessoas, incluindo jornalistas.