Última hora

Última hora

Agim Ceku em prisão preventiva na Bulgária

Em leitura:

Agim Ceku em prisão preventiva na Bulgária

Tamanho do texto Aa Aa

O prazo da prisão preventiva de Agim Secu foi estendido em 72 horas, até sábado.

O antigo primeiro-ministro kosovar foi detido na Bulgária no cumprimento de um mandado de captura internacional emitido pela Sérvia. A justiça búlgara aguarda documentos da Interpol para analisar o caso. O governo kosovar acredita existirem motivações políticas e tem confiança em Sófia. “Acreditamos que a diplomacia búlgara não teve intenção diminuir qualquer personalidade do Kosovo. Estou convencido que a liderança búlgara está ao corrente destas acusações e suspeitam de motivações políticas”. Ceku foi condenado a 20 anos de prisão por um tribunal sérvio por genocídio na guerra da Croácia entre 91 e 95 e também no Kosovo, no final da década de noventa como comandante supremo da guerrilha albano kosovar, o UCK. É a quarta vez que é visado no âmbito do mandado de captura internacional. O general croata retirado já tinha sido expulso da Colômbia e detido na Eslovénia e na Hungria mas nunca foi extraditado para Belgrado. A Bulgária foi um dos países que reconhceram a autoproclamada independência do Kosovo, rejeitada pela Sérvia.