Última hora

Última hora

Dissidente chinês acusado de "subversão"

Em leitura:

Dissidente chinês acusado de "subversão"

Tamanho do texto Aa Aa

Figura de proa do movimento democrático de Tiananmen em 1989 e detido há seis meses depois de ter assinado um apelo a reformas democráticas na China, o dissidente chinês Liu Xiaobo foi formalmente acusado de subversão.

Liu, 53 anos, um dos 300 signatários da Carta 2008, que apela a reformas democráticas, foi interpelado a 8 de Dezembro ao mesmo tempo que outros militantes, quando pretendiam celebrar o sexagésimo aniversário da declaração dos direitos do Homem. Escritor e professor universitário, Liu participou nos sangrentos protestos de Tianamen há vinte anos. Um comportamento que lhe valeu na altura mais de ano e meio de prisão sem ter sido condenado.