Última hora

Última hora

Autópsia revela-se inconclusiva

Em leitura:

Autópsia revela-se inconclusiva

Tamanho do texto Aa Aa

As causa da morte de Michael Jackson deverão ser conhecidas no máximo dentro de oito semanas.

O corpo do cantor norte-americano foi autopsiado esta sexta-feira, mas o pedido de novos exames obriga a um atraso na divulgação dos resultados. Craig Harvey, porta-voz do Instituto de Medicina Legal de Los Angeles explica que foram pedidas análises toxicológicas e outro tipo de exames pelo que “os resultados apenas deverão ser conhecidos dentro de quatro a seis semanas,” adiantando, não ter sido identificado “qualquer traumatismo externo” no corpo do artista. Um narcótico sintético, usado como analgésico, era administrado diarimente a Mickael Jackson. Os familiares temem que uma dose excessiva deste fármaco, com efeitos semelhantes aos da morfina tenha sido dada ao artista antes de falecer.