Última hora

Última hora

Maturidade democrática da Albânia posta à prova

Em leitura:

Maturidade democrática da Albânia posta à prova

Tamanho do texto Aa Aa

As eleições parlamentares deste domingo na Albânia são um teste para a entrada do país na União Europeia.

A Albânia, que em Abril se juntou à Nato já apresentou a candidatura para aderir ao clube europeu. Mas para obter o estatuto, o antigo país comunista vai ter de cumprir determinados requisitos, entre eles assegurar a transparência do escrutínio. A aproximação à Europa tem sido a bandeira de campanha dos principais partidos políticos. As últimas sondagens colocam o partido Democrático, do chefe de governo próximo dos socialistas liderados pelo autarca de Tirana. Aos cerca de três milhões de habitantes do país mais pobre da Europa, democratas e socialistas prometem mais empregos e o crescimento da economia caso vençam as eleições. A formação no poder promete dar a tudo por tudo para garantir a transparência do escrutínio, mas a oposição já disse ter dúvidas que tal venha a acontecer. De acordo com os observadores internacionais, as eleições na Albânia têm vindo a registar progressos desde 1996, mas estão, ainda, assim longe das normas europeias. As eleições de amanhã vão ser acompanhadas por cerca de quatro centenas de observadores internacionais.