Última hora

Última hora

Eleições legislativas decorrem de forma calma na Albânia

Em leitura:

Eleições legislativas decorrem de forma calma na Albânia

Tamanho do texto Aa Aa

Foi um dia de teste à democracia na Albânia. O primeiro-ministro Sali Berisha e o partido democrático eram os favoritos nestas eleições legislativas, mas este domingo estava também em causa o futuro europeu do país adriático.

Desde o fim do regime comunista, nos anos noventa, as eleições foram sempre marcadas por fraudes, protestos e violência. Uma situação intolerável para um país que apresentou a candidatura à adesão à União Europeia, em Abril. Berisha recordou a importância do voto, assim como o seu principal rival Edi Rama, presidente da câmara da capital, Tirana, e chefe do partido socialista. Três milhões e cem mil albaneses escolheram 140 deputados, entre os quase quatro mil candidatos pertencentes a 34 partidos e quatro coligações. Os resultados são esperados esta segunda-feira. O escrutínio decorreu com base num sistema proporcional, graças à nova lei eleitoral adoptada, em Novembro, a pedido da União Europeia. No terreno estiveram 400 observadores internacionais e a OSCE detectou apenas ligeiros incidentes ligados ao material eleitoral.