Última hora

Última hora

Presidente das Honduras afirma que foi sequestrado

Em leitura:

Presidente das Honduras afirma que foi sequestrado

Tamanho do texto Aa Aa

Os militares prenderam o chefe de Estado e cercaram a residência presidencial nas Honduras.

Manuel Zelaya refugiou-se na Costa Rica. Ao telefone, para o canal Telesur, apelou ao povo para resistir ao golpe de forma pacífica e pediu a interferência dos Estados Unidos. Na longa alocução que realizou para a televisão sedeada em Caracas, o presidente afirmou que foi vítima de um sequestro. A detenção ocorreu horas após o início do referendo que o presidente tinha organizado para modificar a Constituição e alargar os mandatos do chefe de Estado. A consulta popular foi considerada ilegal pelo parlamento e Supremo Tribunal. A crise política intensificou-se há uma semana, quando Zelaya, aliado do presidente Hugo Chavez, despediu o chefe do Estado maior das Forças armadas, que recusou ajudá-lo a organizar um referendo. No início da semana, Hugo Chavez tinha alertado para o “golpe de Estado” que estaria a ser prepararado contra Zelaya ao mesmo tempo que Fidel Castro fazia saber que a crise política nas Honduras era um teste para a Casa Branca.