Última hora

Última hora

Dívida de gás da Ucrânia a Moscovo reduzida

Em leitura:

Dívida de gás da Ucrânia a Moscovo reduzida

Tamanho do texto Aa Aa

A maratona negocial que decorre em Bruxelas para resolver a crise do gás entre a Ucrânia e Rússia de já deu frutos. Kiev pedia três mil milhões de euros para pagar a dívida, mas uma fonte europeia indicou que o valor foi reduzido para metade.

A reunião, sob a égide da Comissão Europeia, juntou representantes de Moscovo, Kiev e de várias instituições financeiras internacionais. Ajudar a Ucrânia torna-se vital para a União Europeia caso contrário uma crise como a de Janeiro pode repetir-se. No início do ano Moscovo interrompeu o fornecimento de gás a Kiev e o clube dos 27 deixou também de o receber, já que a central de distribuição para a União está na Ucrânia. A dívida tem de ser saldada até 7 de Julho, já que Moscovo, que além de fornecer o gás também emprestou dinheiro, ameaça fechar de novo a torneira. A União Europeia importa 25 por cento do gás que consome à Rússia e 80 por cento desse volume passa pela Ucrânia.