Última hora

Última hora

Corrida privada à exploração petrolífera iraquiana

Em leitura:

Corrida privada à exploração petrolífera iraquiana

Tamanho do texto Aa Aa

No mesmo dia em que a retirada militar norte-americana do Iraque começa, a torneira do petróleo iraquiano abre-se para os privados, uma iniciativa inédita em 37 anos.

No total 31 empresas lutam pela exploração de apenas 6 campos petrolíferos com reservas estimadas de 43 mil milhões de barris. No entanto, muitas multinacionais estão contra certos termos dos contratos propostos. O consórcio liderado pela britânica BP conseguiu a exploração do campo petrolífero de Rumaila depois do grupo comandado pela norte-americana Exxon Mobil a ter rejeitado. Com uma reserva estimada de 17 mil milhões de barris de petróleo, o campo de Rumaila é o maior dos seis que estão em hasta pública, a par de dois campos de gás. O aumento da exploração do petroléo garante a Bagdade plo menos 1 trilião e meio euros nos próximos 20 anos, que serão usados na reconstrução da infraeestrutura iraquiana. As concessões representam também uma boa oportunidade de negócio para as empresas privadas de segurança que durante a guerra estiveram muito activas.